Início Nacional Policia Federal prende Joesley Batista e mais dois membros da JBS

Policia Federal prende Joesley Batista e mais dois membros da JBS

0
COMPARTILHAR

Além do dono do grupo J&F e colaborador premiado Joesley Batista, foram presos nesta sexta-feira, 9, na Operação Capitu, outros dois colaboradores premiados do grupo, Demilton Castro e Ricardo Saud. A ação, desdobramento da Operação Lava Jato, foi deflagrada pela Polícia Federal e se destina a desarticular uma organização criminosa que atuava na Câmara dos Deputados e no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Joesley Batista é um dos presos na Operação Capitu (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

Eles são três dos alvos dos 19 mandados de prisão temporária, que incluem também o vice-governador de Minas Gerais Antônio Andrade (MDB). A confirmação da prisão dos três foi feita com os advogados.

A Polícia Federal informou que instaurou um inquérito policial em maio deste ano, baseado em declarações do corretor Lúcio Bolonha Funaro, sobre supostos pagamentos de propina a servidores públicos e agentes políticos que atuavam direta ou indiretamente no Mapa em 2014 e 2015.

Segundo o delator, a JBS teria repassado R$ 7 milhões para o grupo político do MDB da Câmara. Desse valor, o então ministro da Agricultura e atual vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, teria recebido R$ 3 milhões da propina paga pela empresa de Josley Batista e R$ 1,5 milhão teriam sido enviados ao ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ).

Operação à parte, Joesley e Saud, em outra frente, estão com a colaboração premiada ameaçada após a Procuradoria-Geral da República (PGR) anunciar a rescisão do acordo, firmado em 2017. Mas são formalmente delatores porque o Supremo Tribunal Federal (STF) ainda não julgou se validará ou não a rescisão.

Sem confirmar referência a Joesley e ao grupo J&F, a Polícia Federal afirmou que, durante as apurações, houve clara comprovação de que empresários e funcionários do grupo investigado – inicialmente atuando em colaboração premiada com a PF – teriam praticado atos de obstrução de justiça, prejudicando a instrução criminal, com o objetivo de desviar a PF da linha de apuração adequada ao correto esclarecimento dos fatos. Daí o nome da Operação, “Capitu”, a personagem dissimulada da obra prima de Machado de Assis, “Dom Casmurro”.

Fonte: O Povo Online

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.