Fortaleza e Athletico-PR empatam sem gols pelas oitavas da Copa do Brasil

O Fortaleza enfim estreou na Copa do Brasil em 2019. Enfrentando o Athletico-PR na noite desta quinta-feira, 16, o Leão do Pici travou uma batalha de estratégias com o Furacão e empatou sem gols, levando a decisão para a partida de volta das oitavas de final do torneio.

Marcinho (foto) foi um dos destaques positivos do Tricolor no jogo (Foto: Aurélio Alves/O POVO)

Com a igualdade, o confronto continua aberto. Para que o Tricolor avance, é necessário que vença – mesma situação dos Rubro-Negros. Nova igualdade, independente do resultado, leva a decisão para ser decidida nas penalidades.

Agora, o Fortaleza viaja para enfrentar a Chapecoense no próximo domingo, 19, às 16 horas. Já o Athletico-PR recebe, na Arena da Baixada no mesmo horário, o Corinthians. O reencontro entre Leão e Furacão, em Curitiba, acontece no próximo dia 5 de junho.

O JOGO

A partida começou com uma troca nítida de posse de bola, uma hora ficando com o Fortaleza e outra com o Athletico-PR. Eventualmente, a equipe de Tiago Nunes assumiu o controle da redonda, conseguindo ficar mais tempo no campo de ataque e evitando o Leão de sair em contra-ataque. A estratégia do Tricolor, porém, era a de se defender bem, com linhas baixas e compactas, e saídas rápidas de contra-ataques.

A primeira boa chance de gol no jogo aconteceu com 28 minutos, quando Marco Ruben recebeu cruzamento na área a média altura. O argentino virou um voleio próximo da primeira área, que acabou sendo defendido por Marcelo Boeck. No contragolpe, o Fortaleza respondeu na velocidade de Marcinho. O ponta puxou contra a marcação e, quando cortou para dentro, o volante Wellington tirou, mas quase mandando para o próprio gol.

Após isso, as estratégias ficaram cada vez mais claras no plano de jogo. O Athletico tinha a bola, rodava e tentava quebrar as linhas compactadas do Fortaleza, que esperava o adversário e tentava abusar das velocidades de Marcinho e Romarinho. O primeiro tempo terminou apenas com uma outra chance de gol, em chute de Rony, de fora da área, perto dos 40 minutos.

Na segunda etapa, os papéis mudaram em boa parte da etapa. Foi o Fortaleza que tentou dar maior intensidade ao jogo, além de ter mais a bola. Os comandados de Rogério Ceni passaram a colocar 10 jogadores no campo de ataque em determinados momentos.

Contudo, o segundo tempo pecou na falta de boas oportunidades de gol. Marlon, aos 15 minutos, foi quem chegou mais perto. O meia recebeu cruzamento de Bruno Melo, vindo da linha de fundo, e tentou o arremate de primeira, na entrada da pequena área, mas pegou de maneira mascada e mandou para fora sem grande perigo.

O Athletico-PR, por sua vez, parecia aceitar o resultado, uma vez que vai decidir na Arena da Baixada, onde é muito forte. A equipe comandada por Tiago Nunes tentou impor seu jogo em alguns momentos na partida, mas acabou falhando nas tentativas. Marco Ruben, aos 24 minutos, em jogada semelhante do primeiro tempo, mandou para o gol, mas, desviado, ficou fácil para Boeck.

Fonte: O Povo Online

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.