Cid defende ajuda do Governo Federal ao CE contra seca

0
24

Governador evita falar sobre indicação de nome para Ministério, mas acha interessante ter um cearense lá

Apesar de os deputados Fernando Hugo (SDD) e João Jaime (DEM) insistirem em reclamar que poucas ações prometidas pela presidente Dilma Rousseff para o combate aos efeitos da seca foram concretizadas, o governador Cid Gomes (PROS) defende que o nível de execução dessas ações prometidas estão próximas do satisfatório. A declaração foi dada após ele participar do Encontro sobre Tendências Tecnológicas em Plataformas Vegetais, realizado ontem na Assembleia Legislativa.

Cid Gomes almoça com a presidente Dilma, no início da tarde hoje, admitindo-se que a conversa versará sobre as eleições de 2014 FOTO: WALESKA SANTIAGO

“É claro que tudo o que será feito ainda vai ser pouco, mas eu tenho acompanhado o que foi definido como responsabilidade do Governo Federal e o nível de execução está muito perto do desejável e satisfatório. Sabemos que a estiagem é um fenômeno extremamente desgastante e nós já estamos no final do terceiro ano da pior seca nos últimos 50 anos, mas tenho participado de todos os momentos relativos a anúncios que tenham a ver com medidas para atenuação da seca no Ceará”, garantiu.

A afirmação de Cid Gomes vai de encontro ao que foi classificado pelo presidente da Comissão Especial da Seca, deputado João Jaime, como a principal constatação produzida pelos quase nove meses de trabalho daquele colegiado. O parlamentar ressaltou, na última terça-feira, que os principais obstáculos no combate à estiagem que atinge os municípios do Interior foram provocados pela falta de apoio do Governo Federal.

A resposta do governador também diverge do que já havia sido colocado pelo deputado Fernando Hugo (SDD) em pronunciamento recente. Ele, que faz parte da base de apoio de Cid Gomes, disse que apenas 10% dos R$ 9 bilhões prometidos pela presidente durante a passagem dela pelo Ceará em abril já haviam sido enviados ao Estado.

Além de destacar o apoio do Governo Federal, Cid ainda listou uma série de ações que o Governo do Estado adotou para evitar que o sistema de abastecimento de água em alguns municípios entrasse em colapso.

Adutora

“Temos mais de 300 carros-pipa atendendo ao Estado. Muitos poços profundos têm sido cavados. O Governo do Estado está fazendo muitas adutoras emergenciais no Interior. A sede de Crateús, por exemplo, estava ameaçada de colapso há dois meses. Entramos lá e, em 30 dias, fizemos uma adutora para trazer água de longe para a sede do Município. Beberibe e Canindé também estavam na mesma situação. Enfim, têm muitas ações estruturantes sendo desenvolvidas”, apontou o governador.

Cid Gomes enfatizou ainda que, apesar de toda a demora para a chegada e distribuição das 30 mil toneladas de milho prometidas pela presidente, a quantidade entregue ao agricultor foi duas vezes maior do que no ano passado. “A questão do fornecimento do milho é outra coisa que as pessoas têm queixas, mas nesse ano, já foi fornecido duas vezes mais milho do que no ano passado.

Visita

O governador não revelou nenhum pedido especial que pretende fazer durante a visita de Dilma Rousseff, prevista para hoje, mas ressaltou que a expectativa é que ela anuncie alguma ações resultantes de uma série de sugestões para a política de mobilidade urbana feitas por ele e o prefeito Roberto Cláudio durante recente encontro.

“Há cerca de 15 dias, fui com o prefeito Roberto Cláudio à Brasília e fizemos um conjunto de pedidos focados em mobilidade urbana. Essas ações são voltadas para o aperfeiçoamento do transporte coletivo em Fortaleza e na Região Metropolitana e amanhã (hoje) ela vai anunciar o atendimento de alguma delas”, acrescentou Cid ao lembrar que as medidas fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana.

O governador também negou as especulações de que ele deve indicar, à presidente, nomes que possam assumir a responsabilidade de algum Ministério a partir de 2014. Cid Gomes fez questão de destacar que essa decisão cabe a Dilma, apesar de reconhecer que a presença de algum cearense no Governo Federal traria contribuições para o Estado.

“As pessoas acham que cargo é uma ambição desenfreada. Nunca tive apetite por isso. Claro que, quando temos um cearense ocupando um Ministério, naturalmente haverá uma maior atenção para o Ceará. Mas sinceramente, não tenho ambição em indicar cargo algum para o governo da presidente Dilma Rousseff. Cabe a ela decidir quem são os melhores para assumir cada pasta”, defendeu Cid Gomes.

Hoje, reservadamente, o governador Cid Gomes e o secretário de Saúde do Ceará, Ciro Gomes, almoçam com a presidente Dilma, após os compromissos administrativos e a conversa central na oportunidade será sobre a política nacional e a estadual relacionadas às sucessões.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.