ANS suspende a venda de 150 planos de saúde de 41 operadoras

0
25

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu suspender a venda de 150 planos de saúde de 41 operadoras em todo o Brasil. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (13), em entrevista coletiva de imprensa no Rio de Janeiro. A agência informou não poder divulgar quantos planos haviam sido cancelados por estado.

Suspensão ocorrerá a partir da próxima segunda-feira (18) e valerá até fevereiro de 2014 FOTO: Divulgação

Pelo menos quatro operadoras que tiveram a comercialização de planos proibida pela ANS atuam no Ceará. São elas a Amil Assistência Médica Internacional S.A.; a Fundação Assistencial dos Servidores do Ministério da Fazenda; Geap Fundação de Seguridade Social e a Golden Cross Assistência Internacional de Saúde LTDA.; mas isso não quer dizer que elas tenham planos cancelados no Estado.

De acordo com a ANS, as operadoras descumpriram prazos máximos para marcação de consultas, exames e cirurgias, além de apresentarem problemas de cobertura como o rol de procedimentos, o período de carência, a rede de atendimento, o reembolso e os mecanismos de autorização para procedimentos.

A suspensão ocorrerá a partir da próxima segunda-feira (18) e valerá até fevereiro de 2014. A ANS informou não poder divulgar quantos planos haviam sido cancelados por estado.

4,1 milhões de consumidores são atendidos pelos 150 planos suspensos

Cerca de 4,1 milhões de consumidores são atendidos pelos 150 planos com venda suspensa. “Osbeneficiários são protegidos e continuam sendo atendidos. O que a gente está fazendo é impedir que novos consumidores se somem a eles [nesses planos com problemas]”, disse o diretor-presidente da ANS, André Longo.

Dos 150 planos, 68 já estavam suspensos por problemas em monitoramentos anteriores. Outros 178 planos que estavam suspensos resolveram seus problemas e poderão voltar a ser comercializados pelas suas operadoras.

De acordo com André Longo, as operadoras são analisadas de acordo com as reclamações dos consumidores. “A agência analisa tecnicamente a reclamação do consumidor. Só computamos as reclamações procedentes. E comparamos as operadoras. As principais reclamações são a negativa de cobertura, por diversos motivos e o descumprimento de prazos”, disse.

Segundo ele, o ideal é que o consumidor tente resolver seu problema diretamente com a operadora. Caso não consiga resolvê-lo, é possível entrar em contato com as centrais de atendimento da ANS: site da ANS ou 0800-701-9656.

> Saiba se seu plano de saúde teve a comercialização cancelada

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.