Início Municípios Operação cumpre mandados por contratação irregular de rádios em Quixeramobim

Operação cumpre mandados por contratação irregular de rádios em Quixeramobim

0
COMPARTILHAR

O Ministério Público do Ceará juntamente com a Polícia Civil cumpriu, na manhã desta terça-feira (5), 6 mandados de busca e apreensão no município de Quixeramobim, a 203 km de Fortaleza, durante a deflagração da “Operação Ondas da Corrupção”. O procedimento visa coibir o esquema de contratação irregular de rádios locais.

A investigação se deu a partir de licitações apreendidas durante a “Operação Quixeramobim Limpo I”, em março deste ano. Na concorrência, a vencedora teve o valor global de R$ 55 mil, cujo estado formal dos autos revelou a ocorrência de fraude ao processo licitatório.

Segundo o Ministério Público, a partir da análise dos documentos recolhidos em março, a investigação constatou diversas provas de fraude à licitação, tais como: a existência de um check-list na capa do certame com todas as irregularidades que faltavam ser sanadas; a ausência de assinatura de pesquisa de preços prévia e o parecer jurídico sem assinatura.

O órgão também apurou que a rádio vencedora do certame estava com o alvará de funcionamento vencido há mais de 3 meses. Além disso, constatou que um empresário local era sócio de duas das três concorrentes da licitação.

As empresas também possuem outros membros em comum e que o alvará de funcionamento de outra rádio concorrente também estava vencido há mais de 3 meses, não tendo sido desclassificada pela Comissão de Licitação. Foi verificada a ausência de assinatura no extrato de instrumento contratual e foram apreendidas propostas em branco anexadas à licitação.

Conforme constatado no sítio eletrônico do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), as empresas processadas vem sendo reiteradamente contratadas pelo município, a vencedora desta concorrência faturou R$ 710.752,92 entre os anos de 2007 e 2012. A segunda concorrente recebeu o montante de R$ 434.526,92, também no período de 2007 a 2012 e a terceira amealhou R$ 462.331,29 dos cofres públicos, entre os anos de 2007 e 2011, a partir de contratações que serão investigadas.

No polo passivo, também encontra-se o então presidente da Câmara, Carlos Roberto Mota Almeida, que é réu em diversas ações de improbidade administrativa por fraudes licitatórias na atual gestão municipal, de acordo com o que foi apontado na “Operação Tolerância Zero”.

A juíza de Direito da 2ª Vara da Comarca de Quixeramobim, Fabrícia Ferreira Freitas determinou a busca e apreensão na sede das empresas, dos representantes legais das rádios e ordenou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de todos, além da indisponibilidade patrimonial dos requeridos.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.