Início Fortaleza Traumatismo craniano é provável causa da morte de Débora Lohany, segundo laudo

Traumatismo craniano é provável causa da morte de Débora Lohany, segundo laudo

0
COMPARTILHAR

Concluído nesta terça-feira, 11, o laudo cadavérico da menina Débora Lohany de Oliveira, de 4 anos, apontou o traumatismo craniano como provável causa da morte. Os peritos concluíram ainda que a morte da criança ocorreu entre os dias 27 a 29 de março. As informações foram divulgadas hoje pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Devido ao avançado estado de decomposição do corpo de Débora, foi necessária a confecção de um exame antropológico, que consiste em traçar um perfil da vítima, com informações sobre sexo, idade, anomalias ósseas, patologias ósseas e características individuais. O exame realizado nos ossos da criança constatou traumatismo craniano, o que indica a provável causa da morte de Débora, com base nas evidências encontradas em seus ossos.

Débora Lohany desapareceu no dia 27 de março e foi encontrada morta na última sexta-feira, 7, em um terreno localizado na Via Expressa. As peças de roupas encontradas junto ao corpo da menina também foram submetidas a análises laboratoriais. Os objetos foram submetidos à coleta para o recolhimento de material genético com o intuito de comparar com o material de possíveis suspeitos.

As investigações da Polícia Civil continuam no intuito de identificar e prender o responsável pelo crime.

Fonte: http://www.opovo.com.br

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.