Reunião de Partida das obras de conservação do TJA acontece nesta segunda, 11/11, às 8h

0
46

A Ordem de Serviço para o início imediato das obras de conservação e recuperação do Theatro José de Alencar será assinada nesta segunda-feira, 11, às 8h, no próprio TJA, durante a Reunião de Partida das atividades.  Na ocasião, com direito a café da manhã com “bulim” e tapioca, estarão presentes o secretário de Cultura do Governo do Estado, Paulo Mamede, a diretora administrativa do Theatro, Silêda Franklin, técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), integrantes do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) do Governo do Estado, além de representantes da TSR, empresa vencedora da licitação.

 As obras no Theatro José de Alencar, autorizadas pela administração estadual, com recursos de R$ 2.338.198,83, provenientes do Tesouro, compreendem recuperação e pintura geral da edificação – alvenaria, estruturas de ferro, pisos, portas e janelas -, além da requalificação do jardim e do sistema de prevenção de incêndio. A Reunião de Partida marca o início das obras de conservação do TJA, um dos mais importantes equipamentos culturais do Estado, e integra uma série de ações e investimentos anunciados pela Secult no último dia 5 de Novembro, Dia Nacional da Cultura. O café da manhã desta segunda-feira também marca a entrega das obras de acessibilidade do Theatro José de Alencar, encerradas após cerca de dois anos de trabalho.

 A melhoria das condições de utilização dos equipamentos culturais do Estado é uma das prioridades definidas pelo novo secretário estadual da Cultura, Paulo Mamede. “Nosso objetivo é garantir que as políticas públicas do Estado para a cultura possam ter funcionamento, na prática e no dia a dia, de forma democratizada, acessível a todos os interessados, em condições justas e igualitárias, priorizando o interesse da sociedade. O cidadão tem direito a exercer a sua cidadania cultural e deve ser sempre o principal beneficiado”, destaca o secretário.

 “Para isso, é essencial que os equipamentos da Secretaria estejam em boas condições e tenham programação de qualidade. Os novos recursos assegurados pelo Governo do Estado são fundamentais para que o público possa contar com o Theatro José de Alencar com melhorias importantes”, acrescenta Paulo Mamede.

 De acordo com o coordenador de Patrimônio Histórico e Cultural da Secult, Otávio Menezes, durante a Reunião de Partida, nesta segunda-feira, às 8h, será feita uma visita técnica, durante a qual serão definidos detalhes como local para a instalação do canteiro de obras e cronograma de atividades. Otávio destaca ainda que a recuperação do sistema de prevenção de incêndio será feita prioritariamente, “para garantir a segurança das atividades de recuperação das instalações do Theatro”.

Programação continua

 As diretoras do Theatro, Izabel Gurgel e Silêda Franklin, destacam que, apesar de as obras terem prazo de oito meses para conclusão, a programação de atividades do TJA continuará normalmente, incluindo as visitas guiadas, a apresentação de espetáculos e as aulas e os trabalhos formativos do Centro de Artes Cênicas do Ceará (CENA), anexo do TJA.

 A direção do Theatro destaca ainda que está em fase de aprovação de recursos o projeto “Escola de Espectadores: Theatro José de Alencar, um Canteiro de Obras de Arte”. O projeto vai garantir que as atividades sejam adaptadas em espaços alternativos, ocupando áreas como os jardins. “A ideia é que possamos aproveitar esse período para descobrir novas possibilidades de ocupação deste patrimônio da cultura cearense, com os vários espaços do Theatro”, ressalta.

O Theatro José de Alencar

O Theatro José de Alencar foi inaugurado oficialmente no dia 17 de junho de 1910, com a banda sinfônica do Batalhão de Segurança, regida pelos maestros Luigi Maria Smido e Henrique Jorge. Na praça, rodas de fogo, morteiros, foguetes e girândolas num verdadeiro milagre pirotécnico, abrilhantavam a festa. No início do século, ao fazer o projeto arquitetônico do Theatro José de Alencar, o capitão Bernardo José de Mello imaginou um teatro-jardim. Mas o jardim só foi construído anos depois da festa de inauguração, na reforma de 1974 a abril de 1975. Ele ocupa todo o espaço vizinho ao Theatro, pelo lado leste, onde havia antes um prédio que primeiro abrigou o Quartel de Cavalaria e em seguida o Centro de Saúde. Foi demolido em 1973.

 Um novo prédio foi incorporado ao Theatro José de Alencar na reforma de 1989 a 1990. Identificado como anexo, o prédio situa-se no lado oeste, logo atrás da antiga sede da Faculdade de Odontologia. Possui 2.600 metros quadrados e dois pavimentos, com acesso independente pela rua 24 de Maio.

 Serviço

Reunião de Partida e assinatura da Ordem de Serviço para as obras de Recuperação e Conservação do Theatro José de Alencar.

11 de novembro de 2013, às 8h

Theatro Jose de Alencar – Praça José de Alencar, S/N, Centro

 Assessoria de Comunicação – Secretaria de Cultura do Ceará

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.