Fortaleza vence Guarani e se isola na liderança da Série B

0
43
De virada, o Fortaleza ganhou do Guarani em pleno Brinco de Ouro da Princesa pelo placar de 3 a 2. O triunfo fez o Leão chegar aos 40 pontos e abrir dez de margem para o 5º colocado, Goiás. Agora o Tricolor está a oito vitórias de alcançar a pontuação que, em média, dá acesso para a Série A do Brasileiro.
Leão perdia por 2 a 0 até o intervalo, mas conseguiu a virada no segundo tempo. Foto: Guarani FC/Divulgação
Os gols do Fortaleza foram todos marcados no segundo tempo, quando o time já perdia por 2 a 0. Felipe diminui o marcador logo aos 3 minutos e Gustavo, que voltou a jogar, conseguiu empatar já aos 40. Nos acréscimos, aos 48, Marcinho virou para o Leão.
Os autores dos tentos do Guarani forma Bruno Mendes e Rafael Longuine, aos 10 e 39 minutos, respectivamente. A derrota fez o Bugre cair uma posição na tabela e ficar dois pontos distantes do G4.
Por falar na zona de classificação, o Fortaleza segue líder absoluto, com 40 pontos, seis a mais que o 2º colocado, CSA. Na próxima rodada o Leão volta a jogar em casa, contra o Boa Esporte, sábado, 18, no Castelão.
O JOGO
Mesmo vindo de duas vitórias consecutivas, Rogério Ceni decidiu utilizar uma formação com três zagueiros e Ederson isolado na frente. A escolha não foi boa, já que o atacante tricolor teve dificuldades de receber bolas na grande área para finalizar.
Para ajudar  ficha de Ceni a cair, o Guarani abriu o placar cedo. Aos 10 minutos, Felipe Diadema cruzou da direita na medida para Bruno Mendes subir entre Adalberto e Roger Carvalho e desviar de cabeça para o gol. Como o time não esboçava reação, o comandante tricolor resolveu mudar e desfez a trinca de zaga para colocar Marcinho.
A ideia foi boa, mas o atacante velocista não recebeu nenhuma bola em condição de arrancar e utilizar sua principal habilidade. O jogo do Tricolor abusava de lançamentos e cruzamentos, a grande maioria deles de forma errada. A situação ficou pior quando Rafael Longuine ampliou aos 39 minutos. Ele aproveitou rebote que Boeck deu ao espalmar chute de Matheus Oliveira.
No intervalo, Ceni decidiu promover o retorno de Gustavo, na vaga de Ederson. Fazia sentido, uma vez que o jogo aéreo estava sendo bastante explorado. Mas foi pelo chão que o primeiro gol do Leão saiu. Aos 3 minutos, Felipe puxou um contra-ataque, carregou e mandou um balaço, vencendo o goleiro Oliveira.
A partir daí o Fortaleza passou a pressionar, em busca do empate. O Leão ficou mais tempo com a bola e ocupou mais o campo do adversário, mas não concluía bem. O Bugre aproveitava a sede do adversário e tentava surpreender em contra-ataques. Em dois, Felipe chegou no último momento para travar a finalização contrária.
Aos 40 minutos, a estrela de Gustavo voltou a brilhar. Em um bate-rebate na pequena área do Guarani, entre ele e Wilson, que também entrou na segunda etapa, a bola sobrou para o artilheiro do Brasil marcar seu 23º gol na temporada.
Parecia que o jogo havia terminado. O resultado era frustrante para os donos da casa, mas bom para o Fortaleza, que aumentava a gordura que possui na liderança. Aos 48 minutos, no entanto, veio a virada, numa jogada que envolveu as três alterações de Rogério Ceni.
Wilson foi à linha de fundo pela esquerda, cruzou para a área e Tinga escorou de cabeça. Meio desengonçado, Marcinho desviou de perna direita para o gol. Euforia no banco do Fortaleza. Não tinha maneira melhor de largar no returno.
Fonte:  www.opovo.com.br/
Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.