Início Fortaleza Coelce terá que indenizar imóvel incendiado

Coelce terá que indenizar imóvel incendiado

0
COMPARTILHAR

A Companhia Energética do Ceará (Coelce) deve pagar indenização de R$ 60 mil ao empresário M.F., que teve parte da casa destruída após incêndio provocado por oscilação de energia elétrica. A decisão, proferida nesta terça-feira (19), é da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará.

O incêndio ocorreu na madrugada do dia 11 de agosto de 2007, no bairro Papicu, em Fortaleza. O empresário foi acordado por um vigilante e precisou sair às pressas do imóvel, que ficou parcialmente destruído.

Por conta disso, M.F. ingressou na Justiça requerendo indenização por danos morais e materiais. Disse que o motivo do incêndio foi comprovado pelo Instituto de Criminalística da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Afirmou ainda que perdeu vários bens, inclusive um estúdio repleto de instrumentos musicais e aparelhos eletrônicos.

A concessionária, em contestação, negou ter responsabilidade no caso. Argumentou que não houve reclamações de outros moradores referentes a problemas elétricos naquela área. Também contestou o laudo do Instituto de Criminalística e disse que não houve registros de oscilação de energia naquele dia. Levantou ainda a hipótese de incêndio criminoso.

Em junho de 2011, o Juízo da 17ª Vara de Cível da Capital condenou a Coelce a pagar indenização de R$ 50 mil por danos materiais, além de R$ 50 mil a título de reparação moral.

A Concessionária ingressou com apelação no TJCE, solicitando a improcedência da ação ou a redução do valor indenizatório. Disse que o incêndio não teve origem elétrica. Em decisão monocrática, o desembargador Raimundo Nonato Silva Santos manteve o valor do dano material e reduziu a indenização por danos morais para R$ 10 mil, com base no princípio da razoabilidade.

Inconformada, a Coelce interpôs agravo regimental, requerendo a apreciação do recurso por uma Câmara julgadora.

Ao analisar o caso, a 8ª Câmara Cível manteve a decisão monocrática, acompanhando o voto do desembargador Raimundo Nonato Silva Santos, relator do processo. “Resta patente a configuração do dano, uma vez que, além de quase perder sua vida, o recorrido teve toda sua residência avariada, bem como quase a totalidade dos bens que constavam em seu interior”, afirmou o magistrado.

Fonte: Cnews

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.