Início Municípios Bispo da Diocese de Iguatu proíbe missa de cura e libertação

Bispo da Diocese de Iguatu proíbe missa de cura e libertação

0
COMPARTILHAR

O bispo da Diocese de Iguatu, dom João Costa, proibiu a celebração de missa de cura e libertação, orações em língua e ‘repouso’ no Espírito Santo, ritos ligados à Renovação Carismática Católica (RCC).

A decisão foi anunciada em carta circular enviada aos padres, religiosos e aos católicos depois de recente reunião do Colégio de Consultores da diocese e provocou insatisfação entre os católicos que participavam das celebrações. O documento apresenta orientações normativas sobre celebrações dentro e fora da igreja.

Em  Iguatu,  as missas de curas e libertação atraiam centenas de católicos na Igreja Matriz de Senhora Sant’Ana, presididas pelo padre Samuel Cavalcante, uma vez por mês.

A próxima celebração seria nesta terça-feira, dia 19. “Fiquei triste e lamento ao saber da decisão e confesso que não entendi, pois a missa é uma forma de expressar a fé em Deus, no Espírito Santo”, disse a dona de casa, Antônia Alves. “O louvor e adoração ao Espírito Santo são forma aceitas pelo Vaticano”.  Antônia Alves disse que acredita no poder da cura por meio de orações e pedidos a Deus.

A decisão, segundo um dos participantes da reunião, foi uma iniciativa do próprio bispo, que acabou sendo aceita pela maioria. Quem pensava diferente, preferiu ficar calado.

Segundo o documento assinado pelo bispo dom João Costa, a diocese acolhe a Renovação Carismática Católica, mas não aceita exageros e deturpações, e quer preservar a identidade da igreja diocesana de Iguatu.

Outro ponto abordado trata do surgimento do movimento pentecostal na Igreja Católica com o surgimento da RCC. De acordo com a análise de dom João Costa esses movimentos dão ênfase ao subjetivismo e distancia-se da realidade.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.