Início Notícias CPI quer bloquear vendas de chips de operadoras de celulares no Ceará

CPI quer bloquear vendas de chips de operadoras de celulares no Ceará

0
COMPARTILHAR

Com mais de 17 mil reclamações de usuários cearenses relacionadas aos serviços prestados no Estado e sob investigação por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembleia Legislativa do Ceará, as operadoras de telefonia móvel no Ceará poderão ser impedidas de vender novas linhas e habilitação de chips.

Requerimento neste sentido será votado na reunião da CPI da telefonia, marcada para a próxima terça-feira. A suspensão do comércio de novos serviços voltou a ser sugerida pelo deputado Estadual Fernando Hugo (SDD), durante a segunda rodada de esclarecimentos das operadoras à comissão da CPI, na tarde de ontem.

“Caso a proposta seja aceita pelo Judiciário, a liberação de novas linhas no Estado só será possível após as principais operadoras apresentarem relatórios de melhorias no serviço. É um absurdo contratar e pagar por um serviço que não atende às necessidades do consumidor”, justificou o deputado.

“Sabemos que as reclamações e falhas existem, mas a Oi Ceará investiu R$ 202 milhões somente este ano para melhorar os serviços oferecidos à população cearense. Estamos trabalhando por melhorias, através de estudos e investimentos”, respondeu o gerente de Relações Institucionais da Oi, Urbano Costa Lima. Segundo ele, a empresa está pronta para prestar todos os esclarecimentos solicitados pela CPI.

Fonte: Diário do Nordeste

Zeudir Queiroz

Zeudir Queiroz

Aceji - Associação Cearense de Jornalistas do Interior em Diretor
Comunicador há mais de 30 anos, comanda o Jornal dos Municípios, que veio de um programa da Rádio Clube de Fortaleza (antiga Ceará Rádio Clube) para as páginas de internet.Atualmente exerce o cargo de diretor da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (ACEJI), sendo também ex-presidente da instituição.
Zeudir Queiroz

Deixe uma resposta

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.